Mãe segurando filho no colo em um jardim junto com seu cachorrinho de estimação

Cães acima do peso: riscos e como evitar

Quando saímos para passear em praças e parques, cada vez mais nos deparamos com cães rechonchudos que, em um primeiro momento, parecem muito fofinhos e felizes. Contudo, a obesidade é muito perigosa, embora seja cada vez mais comum.

Pode ser difícil mesmo resistir e garantir uma alimentação adequada. Afinal, eles fazem aquelas carinhas encantadoras de pidões. Assim, a gente sofre mesmo para não dar um pedacinho de carne no churrasco ou até mesmo uma lasquinha de pão no café da manhã.

Porém, não é nada positivo enxergar o excesso de gordura em cães como um sinal de graciosidade e charme. Infelizmente, é preciso pôr a mão na consciência e olhar para isso como um problema.

E tem mais: alguns cães são mais vulneráveis a engordar. Esse é o caso do Boxer, do Labrador, do Beagle, do Basset Hound, do Teckel e do Cocker Spaniel. Por esse motivo, se você tem um pet desses em casa, redobre a atenção.

Lembre-se de que a obesidade em cães pode encurtar a vida dos cachorrinhos. Diante disso, nada melhor do que saber mais sobre como deixar seu bichinho de estimação mais saudável, não é mesmo? Quer conhecer os perigos da gordura exagerada para os animais domésticos? Então venha com a gente!

Cirurgias mais perigosas

Caso seu pet precise passar por uma intervenção cirúrgica, ele correrá mais riscos se estiver acima do peso. Isso acontece porque seu amiguinho vai precisar de um volume maior de anestésicos. Além disso, os médicos veterinários terão mais dificuldades para enxergar os órgãos.

Outro fator que complica as operações para cães gordinhos é a pressão, que aumenta sobre as articulações, os pulmões, os rins e o coração. Você deve estar pensando: o que eu faço então?

A dica é levar o pet para praticar exercícios com frequência a fim de fortalecer os músculos e a capacidade metabólica. Nesse caso, se o pet for muito sedentário, comece com uma caminhada leve de uns 20 minutos por dia. Depois, vá aumentando esse tempo de forma gradual.

Problemas respiratórios

Os cães mais cheinhos têm muitas complicações respiratórias. Por causa disso, realizar atividades físicas vai se tornando cada vez mais difícil para eles. Desse modo, a tendência é entrar num círculo vicioso extremamente prejudicial para o pet.

Em outras palavras, a gordura forma barreiras na traqueia e aperta o diafragma na região da barriguinha. Dessa maneira, o cachorrinho não consegue expandir o pulmão em sua plenitude. Você não quer que isso aconteça, não é mesmo? Então que tal mais uma dica para evitar esses aborrecimentos?

Bem, um dos conselhos é saber a hora certa de dar petiscos. Portanto, pergunte ao veterinário quando e em quais doses oferecer guloseimas para os cães, sempre de acordo com a idade e a raça do seu bichinho. Mais uma informação importante: siga à risca as recomendações do volume de ração que vêm expostas nas embalagens.

Complicações ortopédicas em cães

Assim como ocorre com os humanos, a obesidade canina provoca sobrecarga nas articulações. Por causa disso, os cães começam a passar por muitos apertos na hora de fazer movimentos simples: pular, andar, correr etc.

Com o tempo, os ombros, os joelhos e os cotovelos sofrem deformações. Isso pode causar várias doenças ortopédicas, como a hérnia de disco.

Diabetes

Mais um mal que acomete cães gordinhos é a diabetes. Assim, por causa de uma inflamação crônica gerada pela gordura, aparecem alterações endócrinas. O excesso de peso atrapalha o metabolismo da glicose no corpo, dando origem a esse tipo de enfermidade.

Doenças cardíacas em cães

Conforme o peso dos cães aumenta, mais o coração terá que trabalhar para conduzir sangue ao restante do corpo.

Afinal, o órgão bombeará uma quantidade maior de líquido. Assim, é possível que o cachorrinho acabe sofrendo de insuficiência cardíaca. Além disso, a gordura emite substâncias que causam danos ao coração, como citocinas e adipocinas.

Câncer canino

A ocorrência de câncer é maior em cães obesos. Isso porque é formado um processo inflamatório que libera radicais livres no corpo, o que favorece o surgimento de células cancerígenas. Além disso, o tecido adiposo reduz a capacidade de resposta do sistema imunológico.

Portanto, a obesidade em cães é uma assunto muito sério com diversos danos para a saúde deles. Por essa razão, não deixe seu bichinho ganhar muito peso. Afinal, certamente você quer que ele passe mais tempo com a família, não é mesmo?

Agora que você já conhece os riscos do sobrepeso, que tal saber mais sobre como tratar o seu pet? Então leia também nosso post sobre os animais domésticos e seus cuidados básicos!

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *