Mão do veterinário segurando seringa para vacinar cachorrinho

Vacinas para filhotes de cachorro e sua importância

Quando a gente adota um cãozinho, logo surgem um milhão de dúvidas: o que dá de comer, quando levar para passear e, é claro, como garantir todas as vacinas para filhotes de cachorro.

Na realidade, a imunização é a única maneira de assegurar a proteção do seu pet contra enfermidades causadas por vírus, bactérias e demais micro-organismos. Nesse sentido, podemos até dizer que é uma das mais lindas demonstrações de amor.

Isso porque as vacinas fazem parte dos cuidados básicos com o animal doméstico, não é mesmo? Afinal, promover a saúde é indispensável para dar o respeito e a felicidade que seu pet merece! Então que tal ficar por dentro de tudo sobre vacinas para filhotes de cachorro? É simples: leia este post agora mesmo e descubra mais sobre a saúde do cão!

Confira as principais vacinas para filhotes de cachorro

Embora nosso tema sejam as vacinas para filhotes de cachorro, muitos tutores se descuidam quando os cãezinhos crescem. No entanto, depois de adultos, os pets precisam receber novas doses uma vez por ano. Nessa regra, estão incluídos até os animais mais idosos. Além disso, algumas situações, como localização geográfica, podem interferir no cronograma. Por isso, a visita ao veterinário é fundamental.

Mais um dado importante: apenas os pets saudáveis devem receber a imunização. Desse modo, se seu amiguinho estiver com parasitas, com doenças na pele ou alguma infecção já instalada, ele não deve tomar a medicação preventiva.

Nesse quadro, antes de iniciar a vacinação, o filhote deve receber aplicações de vermífugos duas vezes, com um espaço de 15 fias entre uma dosagem e outra. Vamos então conhecer as principais vacinas?

A partir dos 45 dias

As vacinas para filhotes de cachorros devem ser ministradas a partir dos 45 dias de vida. Com essa idade, o bichinho já pode tomar a vacina déctupla, mais conhecida como Polivalente V10. Com ela, o animal fica resguardado das seguintes doenças:

  • parvovirose;
  • cinomose;
  • leptospirose;
  • parainfluenza;
  • coronavirose;
  • hepatite infecciosa;
  • adenovirose tipo 1 e 2.

Essa vacina deve ser dada em três diferentes aplicações, com espaços de 21 a 30 dias entre elas.

A partir dos 4 meses

Quando o pet completa 4 meses, as vacinas para filhotes de cachorro mudam um pouquinho. Nessa faixa de idade, o animalzinho precisa da proteção contra a raiva, que é obrigatória em todo Brasil.

Também com esse período de vida, ele já pode receber a segunda dose da V10. Depois de 21 a 30 dias, a terceira e última aplicação da vacina déctupla é realizada.

Também aos 4 meses, é fundamental a medicação que cria defesas para a gripe canina. Nesse caso, a imunização pode acontecer junto com a segunda dose da V10.

Depois de um mês, o cãozinho deve passar pelo reforço de imunização da vacina contra a gripe canina. Pode parecer complicado, mas, assim como as crianças, as melhores clínicas veterinárias oferecem carteirinhas para você fazer o controle do programa vacinal do seu filho de quatro patas. Dessa forma, vai ficar muito mais fácil.

Veja quais são os cuidados antes da imunização

Antes de terminar de dar todas as vacinas para filhotes de cachorro, esses bichinhos de estimação passam por um período delicado.

Nessa fase, eles correm o risco de serem contaminados por todas essas doenças já mencionadas. Além disso, são enfermidades capazes de provocar sequelas irreversíveis e até mesmo a morte.

No entanto, é necessário ter um certo equilíbrio para não ter prejuízos comportamentais com seu cão. Isso porque eles aprendem a ser sociais antes dos quatro meses, isto é, quando o programa de imunização ainda não se completou.

O que fazer diante disso? A dica é colocá-los em contato com animais que você saiba que são saudáveis e já vacinados. Desse jeito, eles vão se acostumando com outros cachorrinhos sem nenhum risco.

Além disso, outras providências ajudam a manter a saúde do pet. Por esse motivo, procure por fornecedores de qualidade para garantir uma ração nutritiva e brinquedos seguros. Afinal, nessa etapa, eles estarão cheios de saúde e energia. Assim, a tendência é que fiquem bastante agitados.

Portanto, as vacinas para filhotes de cachorro são mais do que instrumentos de saúde. Na verdade, elas são grandes gestos de amor para com o pet. Afinal, eles ficam com vigor físico e livres de enfermidades gravíssimas.

Assim, seu filho peludo terá muito tempo de vida para ficar grudadinho em você. Quer saber mais sobre o tema? Então leia também nosso post sobre os cuidados básicos com o animal doméstico!

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *