Gatinho deitado em cima de uma cama ao lado do seu pote de água

Quantidade de água por dia ideal para gatos!

Quem tem felinos em casa, provavelmente, já ouviu falar dos riscos da desidratação nesses pets, não é mesmo? Além disso, todo mundo sabe que gatos não são muito fãs de água parada no potinho. Isso pode ser uma grande dificuldade, já que muita gente passa o dia fora e não tem como oferecer água sempre fresquinha. Diante disso, os tutores ficam na dúvida: qual é quantidade de água por dia que ele deve beber?

Mais do que isso: o que fazer para que o gato realmente ingira esse volume? Por essas e outras, montamos esse post especialmente para você, que tem um gatinho como animal doméstico.

Quer saber como resolver esse problema de uma vez por todas? Então venha com a gente e veja a quantidade de água por dia ideal para os bichanos!

Por que os gatos rejeitam a água parada na tigela?

Quando o assunto é a quantidade de água por dia recomendada para gatos, precisamos fazer uma viagem ao passado desses bichos. Desse modo, é fundamental lembrar que os felinos, na natureza, são predadores muito habilidosos e têm um aguçado instinto de sobrevivência.

Por causa disso, os gatos de rua não consomem água parada. Assim, eles buscam sempre corrente em rios, riachos e afins. Isso acontece porque, de uma forma muito primitiva e selvagem, eles sabem que a água estática favorece a transmissão de doenças.

Nesse contexto, os gatinhos bichinhos de estimação também sentem essa repulsa. Além disso, existe um erro comum. Muitos donos acabam pensando desta forma: ele não bebeu porque não está com sede! No entanto, a pouca quantidade de água por dia, ao longo do tempo, pode ser muito nociva.

Qual é a quantidade de água por dia que os felinos devem beber?

Existem algumas divergências dos especialistas sobre a quantidade de água por dia que um gato deve consumir. Dessa forma, há quem defenda de 30 a 60 ml para cada quilo do pet todos os dias. Para outros, esse índice deve ficar entre 50 e 100 ml.

No entanto, todos concordam que os gatinhos precisam muito ficar hidratados para se manterem saudáveis. Além disso, os pets que comem apenas ração seca necessitam ainda mais desse reforço.

Como estimular os bichanos a beber a quantidade de água por dia correta?

Diante do que já dissemos, mais importante do que saber a quantidade de água por dia, é tomar providências para o felino ficar à vontade para criar esse hábito.

Por isso, temos que nos colocar no lugar do gato, isto é, pensar como ele. Desse modo, com essa postura, você vai educar o pet a beber mais líquido. Veja algumas dicas:

Tigela de cerâmica ou inox

Os potes de plástico ficam com odores impregnados e são de fato mais difíceis de serem limpos. Por esse motivo, sirva a água em recipientes de inox ou de cerâmica lisa. Assim, além de a água ficar limpinha por mais tempo, a temperatura também permanece mais agradável para o animal.

Localização do potinho

A quantidade de água por dia também é menos relevante do que o posicionamento do pote na casa. Por esse motivo, deixe a vasilha longe da caixa de areia e também da comida. Mais um cuidado: não coloque a tigela exposta ao sol, ainda que dentro de casa.

Água sempre fresquinha

A água do seu gatinho deve ser trocada duas vezes todos os dias, pelo menos. No verão, experimente pôr umas pedrinhas de gelo. Assim, ela fica fresquinha por um período maior.

Fontes de água elétricas

No mercado pet, estão disponíveis fontes elétricas para gatos. Esses utensílios deixam a água sempre em movimento. Desse modo, o felino acredita que realmente não há sujeira e acaba aumentando seu consumo. Além disso, a água é reutilizável, ou seja, não há desperdícios de recursos naturais.

O que acontece quando o gatinho não toma a quantidade de água por dia indicada?

Quando um bichano não toma a quantidade de água por dia recomendada, ele corre risco de ter diversos problemas de saúde. Além disso, no verão, o processo de perda de água é mais veloz e perigoso.

Quando o gatinho fica nessa situação, vários órgãos apresentam dificuldades de funções. Esse é o caso dos rins. Por isso, vale lembrar que a doença renal é o maior motivo de mortes entre gatos mais velhos. Além dessa enfermidade, são comuns complicações na pele e mau-hálito!

Como você já deve ter percebido, a quantidade de água por dia é importante para os gatos, mas não é o principal. Afinal, o que é indispensável mesmo é que haja água sempre fresquinha e bem limpa para seu bichano.

Desse modo, ele vai acabar tomando o volume que precisa espontaneamente. Gostou do artigo? Quer saber mais sobre felinos? Então leia também nosso post sobre a idade do gato!

Por favor, siga-nos e curta-nos
error0

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *