pássaros de três espécies distintas em cima de uma árvore

Pássaros silvestres: veja como criar dentro da lei!

Muitas pessoas escolhem ter aves como pets. Afinal de contas, elas não requerem muita atenção nem pesam demais no orçamento da família. No entanto, são necessários alguns cuidados na hora de adquirir um companheiro de asas. Nesse contexto, os pássaros silvestres merecem cautela ainda maior.

Afinal de contas, comprar um animal doméstico selvagem sem autorização do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis) é um crime ambiental. Além disso, tal prática pode resultar em até um ano de prisão. Por esse motivo, saiba que o único meio de adquirir aves silvestres legalmente é junto a criadouros autorizados por esse órgão de preservação ecológica.

Os bichinhos categorizados como silvestres, de uma forma ou de outra, foram retirados da natureza. Por causa disso, eles podem desenvolver problemas de reprodução e de desenvolvimento no ambiente doméstico. Contudo, vamos esclarecer todas as dúvidas sobre a criação de pássaros silvestres neste post. Quer saber mais? Então venha com a gente!

Entenda o que são os animais silvestres

Ao contrário do comportamento de cães e gatos, já bem familiarizados com os seres humanos, os pássaros silvestres podem estranhar esse contato. Como já dissemos, esses animais são originários da natureza. Desse modo, são exemplos a arara, o jabuti, o mico e o papagaio.

Embora pareça muito divertido ter um amiguinho desses em casa, pode haver problemas para ambas as partes. Assim, os tutores correm risco de contrair doenças sérias e até mesmo de serem atacados. Ou seja, os animais selvagens passam enfermidades para os humanos como malária e febre amarela. Por outro lado, uma simples gripe no dono é capaz de matar um pet desses. Daí a importância do controle do Ibama.

Saiba como adquirir pássaros silvestres dentro da lei

Se você quiser mesmo levar para casa pássaros silvestres, será necessário contar com uma área adequada, com as devidas condições climáticas e dimensões. Essas regras servem para assegurar o bem-estar desses bichos de estimação ariscos. Mais uma utilidade é garantir o equilíbrio da fauna. Afinal de contas, quando uma linhagem é extinta, toda a cadeia de seres vivos é afetada. Por esse motivo, confira algumas dicas na hora de escolher sua ave de estimação silvestre!

  • Verifique se o animal está com uma anilha em uma das patas com dados cadastrais. Isso é obrigatório;
  • Lembre-se de que a nota fiscal deve conter os dados da loja e do criadouro de origem;
  • Providencie a requisição do Certificado de Registro da ave. Esse documento é a prova de que a compra foi feita dentro da lei.

Descubra quais são as opções de pássaros silvestres liberados

O amor dos brasileiros pelos pássaros silvestres tem origem em tempos remotos. Afinal de contas, são animais belíssimos, em muitos casos com cantos fascinantes e ainda por cima dão pouco trabalho.

Aliás, mesmo sendo alvo de duras críticas, a criação de pássaros silvestres em cativeiro tem ajudado a conservar diversas espécies. Isso porque muitas dessas aves foram desalojadas de seus habitats pela ação humana. Desse modo, o crescimento urbano e o desmatamento criaram empecilhos para a sobrevivência de muitos exemplares. A fim de frear esse fenômeno, o Ibama permite manter em casa alguns pássaros silvestres. Veja exemplos!

Arara ararauna

Encontrada em todo o país, a arara ararauna tem uma diversificação de cores, caudas alongadas, unhas proeminentes e bicos enormes. Assim, com essas características, ela pode ferir alguém gravemente. Por outro lado, essa espécie é considerada exuberante: pode chegar a até 98 centímetros de altura.

Além disso, essa ave conta com a habilidade de imitar as vozes de outros animais, inclusive as palavras de humanos. Esse talento tem contribuído para que a arara ararauna seja uma das preferidas dos traficantes da fauna selvagem.

Azulão

O Azulão é mais um dos pássaros silvestres liberados para ter em casa. Desse modo, é possível desfrutar de sua beleza, marcada por um tom intenso de azul. Além disso, ele proporciona um canto muito agradável, é encontrado em todo território nacional e é muito dócil.

Canário-da-terra

Por sua vez, o canário-da-terra, é uma das mais famosas espécies entre os amantes de aves. Outra característica desse bicho é a agressividade, motivo pelo qual, em muitas situações, ele é usado em rinhas. Com cantos vibrantes, esses passarinhos exibem uma plumagem amarela misturada com tons de verde-oliva.

Gaturamo-verdadeiro

Já o Gaturamo-verdadeiro apresenta um canto muito harmonioso e de um timbre bem baixinho. Mais uma qualidade é que ele pode viver até 20 anos. Além disso, essa ave dispõe de cores profundas de amarelo e azul, numa combinação incrível.

Pintassilgo

Já o Pintassilgo, nativo de toda a América do Sul, é mais um queridinho no mundo dos pássaros silvestres. Afinal, ele canta por mais de 2 minutos em diferentes tons. Trata-se de um som demorado e intermitente.

Portanto, os pássaros silvestres são excelentes alternativas como animais domésticos. Isso porque eles são dóceis, vivem em espaços pequenos, não exigem muito dinheiro nem atenção do dono. Mais uma vantagem: não sobem em coisas, nem mordem sapatos e muito menos defecam nos lugares inapropriados.

Ficou animado para comprar sua ave? Quer saber mais sobre a criação de pets? Então acompanhe nosso blog!

Por favor, siga-nos e curta-nos

One thought to “Pássaros silvestres: veja como criar dentro da lei!”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *