Mão de pessoa com luvas brancas mexendo com jardinagem

Jardinagem vertical: saiba como fazer em casa

A jardinagem vertical é uma ótima opção para dar uma revigorada no layout da casa sem muitos gastos. Além disso, ela é bastante democrática porque cabe em pequenos apartamentos e nos mais diversos tamanhos de quintais.

Aliás, dá para adotar a vegetação suspensa até mesmo nos ambientes internos. Esse tipo de arranjo, inclusive, ajuda a desfazer os mitos de que é necessário uma área muito grande para encher o ambiente de verde.

Mais uma vantagem é que é possível montar tanto uma estrutura complexa como uma bem mais simples de instalar e cuidar. Ficou com vontade de conhecer mais sobre a jardinagem vertical? Então venha com a gente!

Defina um local para seu jardim suspenso

Quando o assunto é a jardinagem vertical, existe muito espaço para a criatividade. Nesse contexto, comece escolhendo o lugar e a parede que vão receber as suas plantas e vasos. Assim, pode ser o quintal, uma sacada, uma varanda, o fundo ou a lateral da garagem etc.

Além dessas opções, existem propostas mais ousadas e modernas, como as que apostam na jardinagem vertical dentro do imóvel. Nesse caso, é mais comum na sala, mas há quem tenha escolhido até mesmo o quarto.

Escolha a estrutura de sustentação das plantas

Com a parede já selecionada, a jardinagem vertical alcança seu próximo passo: escolher a estrutura que vai receber as flores e demais vegetações. Nossa dica é comprar uma armação já pronta em uma loja de confiança. Assim, fica mais prático de montar e mais fácil de cuidar depois. Porém, se você estiver com disposição, não faltam tutoriais nas redes com ideias do tipo “faça você mesmo”. Confira as nossas propostas:

  • fibra do coco: você encontra diversos tipos de alicerces para jardinagem vertical de fibra de coco. Desse modo, não é difícil de achar placas, painéis e até vasos com esse material. Além de prática, a fibra de coco favorece o crescimento das folhas e fortalece as raízes. Mais um benefício é combater fungos de forma natural;
  • quadro vivo: é como uma caixa que você fixa na parede com parafusos e buchas. Geralmente, ele vem com compartimentos para fazer a sobreposição de vasos em seu interior. Quando as folhagens tampam o fundo, o visual fica bem bonito;
  • vasos de meia-lua: ao invés de suporte, você pode fazer o jardim suspenso pregando os vasos direto na parede. Nesse caso, também são inúmeras as possibilidades de materiais: plástico, cerâmica, madeira e até porcelana. Ou seja, dá para agradar a todos os bolsos e gostos.

Aprenda a montar e manter a jardinagem vertical

Assim como em qualquer cultivo de plantas, a jardinagem vertical exige alguns cuidados em relação à água e à quantidade de exposição ao sol. Desse modo, esses itens serão cruciais para você ter espécies verdes e exuberantes. Veja algumas dicas sobre a escolha das plantas e seus cuidados:

Espécies

Agora que você já sabe onde vai ser instalado seu jardim suspenso, chega a hora de observar a incidência de raios solares nesse lugar. Afinal, você deve comprar plantas compatíveis com a temperatura do local.

Dessa forma, costumam ir bem com sol forte russélias, lambaris e aspargos, que não se estressam muito com o calor excessivo. Contudo, caso a área escolhida seja de muita sombra, aposte em samambaias e bromélias. Na verdade, antes de levar para casa, pesquise sobre as características de cada linhagem. Essa precaução, mais tarde, vai ajudar você a conter a propagação de pragas e a cuidar das espécies com mais chances de acerto.

Irrigação

A jardinagem vertical exige medidas de precaução também na hora de regar. Dessa forma, saiba que o substrato deve estar sempre úmido e fresco. Contudo, tenha cautela para não exagerar na quantidade de água.

Podas

Se no cultivo comum de plantas a poda exerce um papel decisivo, na jardinagem vertical ela faz uma diferença ainda maior. Afinal de contas, folhas doentes, ressecadas ou desalinhadas, quando concentradas em única parede, ficarão bem mais aparentes.

Entretanto, a parte boa é que esse processo de cortar ajuda as folhas a crescer de forma saudável e rápida.

Descubra os benefícios da jardinagem vertical

A jardinagem vertical traz inúmeros benefícios para seus adeptos. Entre eles, por exemplo, está a remoção de calor e o equilíbrio da qualidade do ar. Mais uma vantagem é a decoração, que fica mais valorizada com uma área verde.

Além disso, com uma temperatura mais amena, você gasta menos com ventilador e ar-condicionado. Ou seja, consegue até reduzir as despesas com energia elétrica.

Uma dica: misture entre as plantas espécies que dão flores e frutos. Assim, você vai atrair pássaros e borboletas para seu éden privativo.

Portanto, a jardinagem vertical é um investimento barato, prático de começar e também realça a decoração de qualquer imóvel. Além disso, ela permite mais espaços de relaxamento, algo que qualquer um aprecia, não é mesmo?

Mas o cultivo de plantas na vertical não é a única criação exótica possível. Desse modo, também dá para cuidar de aves. Aliás, você sabia que a criação em casa ajuda a preservar vários tipos de passarinhos ameaçados de extinção? Quer saber mais detalhes? Então leia também nosso post que fala sobre pássaros silvestres!

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *