cachorro pit bull

Cachorro Pitbull: veja 6 fatos sobre essa raça incrível!

Quando falamos do cachorro pitbull (American Pit Bull Terrier), logo vem à nossa mente um monte de polêmica. Porém, se você ama animais, prepare seu coração: não tem como não se apaixonar por esse fantástico pet.

Infelizmente, por causa de alguns seres humanos irresponsáveis, a raça ganhou fama de briguenta e agressiva. Contudo, os ataques desses animais acontecem quando eles são estimulados a lutar em rinhas, geralmente desde filhotes.

Há muitas teorias sobre a origem desse amigo de quatro patas emblemático. Entretanto, a maioria das versões dá conta de que ele teria surgido no Reino Unido.

Além disso, o aparecimento desse cachorro como conhecemos hoje provavelmente veio das raças American Staffordshire Terrier, Staffordshire Bull Terrier e Bulldog Inglês.

Quando foram levados para os Estados Unidos por volta de 1.800, os primeiros pitbulls protegiam vacas e ovelhas!

Ou seja, se eles fossem naturalmente violentos, não teriam sido colocados nessa função, não é mesmo? Assim, se for tratado com amor e carinho, esse musculoso peludo se torna um fiel e amável escudeiro.

Quer saber como lidar com ele? Então venha com a gente e veja como é possível ajudar seu bichinho a viver calmo e feliz!

1. A raça tem personalidade calma ao contrário do que muita gente pensa

A reputação supostamente violenta do cachorro pitbull tem mais relação com os humanos do que com eles próprios. Como já dissemos, eles atacam na maioria dos casos porque são estimulados a brigar.

Apesar disso, não faltam depoimentos de bons tutores para defender esse amiguinho. Dessa forma, os donos responsáveis sempre dizem que eles são ótimos companheiros.

Nesse contexto, é o modo de criar que constrói a personalidade do animal. Por essa razão, o desenvolvimento canino depende muito mais da família humana do que dos pets.

Mais duas qualidades da raça: eles são bastante inteligentes e obedientes. Diante de tal perfil, não é difícil fazer o adestramento dessa linhagem.

2. Cachorro pitbull adora crianças e já foi considerado um “cão babá”

Dá para acreditar que o cachorro pitbull já foi considerado um “cão babá”? Isso mesmo! Devido a enorme amabilidade deles com o público infantil, os pitbulls eram colocados para vigiar bebês e crianças pequenas nos anos 50.

Aliás, existem registros da boa relação desse pet com a garotada que vêm desde o século 19.

Porém, é preciso ensinar o cachorro e a criança a se respeitarem. Ou seja, antes de deixar um pitbull com a meninada, é fundamental que haja um período de adaptação entre eles com a supervisão de adultos.

3. A mandíbula do pitbull não trava

Outra crença equivocada sobre o cachorro pitbull é que sua mordida seria impossível de soltar. Dessa forma, esse pensamento é mais uma das inverdades que se espalharam por aí.

Sim, a mordida do pitbull é bastante forte e sua dentição pode funcionar como uma tesoura afiada.

Por outro lado, a mordedura dele não é a mais potente entre os cães. Uma mordida de Rottweiler é bem mais perigosa e poderosa, por exemplo.

Além disso, os cães dificilmente atacam do nada. Dessa maneira, fique sempre de olho na linguagem canina.

Veja alguns sinais que o animal apresenta quando está perdendo a calma:

  • Virar a cabeça;
  • Não olhar nos olhos do dono;
  • Rosnar ou latir;
  • Orelhas para cima;
  • Pelos arrepiados;
  • Peito estufado.

No caso de você testemunhar ou sofrer uma mordida de um cachorro pitbull, tente não gritar. Afinal, por mais difícil que seja, seus berros farão com que o animal se sinta ainda mais ameaçado e hostil.

Diante dessa situação, tente obstruir as narinas do cão com os dedos. Desse modo, ele tenderá a soltar a mandíbula para respirar melhor.

4. Cachorro pitbull é vítima de preconceito na hora da adoção

A injusta imagem de “bad dog” faz com que um cachorro pitbull tenha muito mais dificuldades para ser adotado.

Desse modo, estudo da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, mostrou que a raça demora 3 vezes mais para encontrar uma família.

Outra má notícia envolvendo esse tipo de peludo: ele é o campeão de morte induzida em território norte-americano. Tais dados são da ONG One Green Planet.

5. O pet tem muita força e precisa gastar energia

O cachorro pitbull tem um corpo forte e bastante musculoso, que lembra um atleta. Por esse motivo, eles precisam de uma boa alimentação e muito exercício físico.

Desse modo, se quiser ter um deles em casa, já vá pensando em ideias de brincadeiras. Além disso, leve-o para passear e garanta que ele possa queimar energia diariamente.

Outra forma de acalmar é castrar o cãozinho, algo que faz bem para todas as raças.

6. Cortar as orelhas é crime ambiental

Por questões de estética, muita gente corta as orelhas do cachorro pitbull. Entretanto, esse gesto é um crime previsto na lei. Desse modo, realizar tal procedimento pode resultar em processos na Justiça.

Além disso, o CFMV (Conselho Federal de Medicina Veterinária) também não permite que os profissionais façam esse tipo de operação, considerada cruel e desnecessária!

Portanto, o cachorro pitbull tem tudo para ser um ótimo animal de estimação. Porém, é preciso ter consciência: um cão não é brinquedo. Afinal, esse bichinho exige carinho, amor e dedicação.

Quer acessar mais conteúdo sobre o universo pet? Então acompanhe nossas redes sociais! Estamos no Facebook e no Instagram!

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *