como proteger o pet dos fogos de artifício

Como proteger o pet dos fogos de artifício? Descubra aqui!

Como proteger o pet dos fogos de artifício? Com a chegada das festas de fim de ano, essa é uma pergunta que costuma rondar a mente de tutores de cães e gatos, não é mesmo? Apesar da alegria que esses rituais carregam, ficamos com o coração na mão por causa dos nossos filhos peludos.

Afinal de contas, o barulho de rojões incomoda os animais verdadeiramente, desencadeando crises de ansiedade e medo. Na verdade, essa preocupação tem total fundamento.

Isso porque cães e gatos podem se machucar seriamente. Desse modo, existem casos até de morte por insuficiência respiratória e ataques cardíacos.

Com uma audição bem mais aguçada do que a humana, os pets trombam em portas de vidro, enforcam-se com as coleiras e têm até convulsão de tanto pânico.

Por tudo isso, nada melhor do que poder aliviar esse sofrimento pelo menos um pouquinho. Quer saber como proteger o pet dos fogos de artifício? Então confira este post!

Por que os animais sofrem tanto com esses ruídos?

Os animais não apenas se assustam, mas sentem até dor conforme o barulho dos fogos e a proximidade com esses rojões. Isso acontece porque eles ouvem muito mais do que os humanos.

Para se ter uma ideia, as pessoas captam sons entre 10 a 20.000 hz.  Por sua vez, os bichos absorvem ruídos de até 40.000 hz.

Diante dessa realidade, esse som proporciona um efeito muito desagradável para os pets.

Mas o pior mesmo é que eles associam o ruído com uma ameaça extrema. Assim, os amigos de patas ficam realmente bastante abalados emocionalmente.

No caso dos cães, é ainda pior porque eles se sentem inseguros quando estão sozinhos.

Nesse contexto, sabemos que muitas famílias viajam nesta época. Mesmo arranjando alguém para dar água e comida, muitos cães ficam horas a fio sem companhia nessas datas. No entanto, a solidão agrava ainda mais o problema.

Como reduzir o estresse do barulho dos fogos?

Embora os rojões causem muito sofrimento para nossos amigos peludos, existem inúmeras medidas que podam ajudar a reduzir essa sensação ruim. Acompanhe as dicas a seguir e entenda como proteger o pet dos fogos de artifício!

Mantenha a casa isolada

Feche portas e janelas. Isso vai abafar o ruído externo e evitar fugas. Assim, providencie que o gato e o cachorro em casa se sintam seguros neste momento. Vale até músicas relaxantes para acalmar os amigos peludos!

Não deixe o pet sozinho

Caso seu cachorrinho ou gatinho já tenham histórico de pavor de fogos, não os deixe sozinhos durante as festas. Desse modo, procure um hotelzinho pet ou então algum amigo ou parente que possa recebê-los enquanto você viaja.

Também evite deixar gato e cachorro juntos. Afinal, com a situação estressante, os bichos podem acabar brigando.

Além disso, providencie cantinhos bem aconchegantes para eles. Para os bichanos, pode ser uma prateleira na parede. Uma caminha para o cão relaxar também é bem-vinda!

Evite “paparicar” seu cão ou gato

É comum que alguns tutores simplesmente entrem em desespero com a aflição do bichinho. Nessas horas, eles pegam o animal no colo, abraçam e querem enchê-lo de mimo. Isso está errado!

Com essa atitude, os bichos tendem a achar que a situação é realmente perigosa. Ou seja, procure agir normalmente nesses momentos. Assim, o pet vai se acostumando com a situação.

Distraia com ossos e brinquedos

Brinquedos para gatos e cães são ótimas maneiras de como proteger o pet dos fogos de artifício. Afinal, tudo que chamar a atenção deles e tirar o foco dos ruídos vai ajudar. Dessa forma, crie estratégias para entreter a bicharada.

Passear com o cão durante o dia, por exemplo, é muito eficaz. Afinal, mais cansado, o cachorrinho provavelmente não se concentrar tanto no barulho.

Por essa razão, ossinhos, bolinhas, varinhas de penas nas pontas, entre outros acessórios, fazem toda a diferença.

Acostume o pet antes

Uns 15 dias antes das festas, comece a acostumar seu bichinho colocando sons de rojão da internet. Aos poucos, vá aumentando o som e dê petiscos para eles.

Assim, os animais vão associar aquele barulho a coisas boas, o que vai reduzir a sensação de pavor e estresse.

E se nada disso der certo?

Se nada do que apontamos der certo, leve seu pet ao veterinário e explique a situação. Em alguns casos, pode ser recomendada até a sedação com anestésicos.

Entretanto, há medidas não tão extremas como o uso de feromônios e fitoterápicos.

Portanto, existem muitas maneiras de como proteger o pet dos fogos de artifício. Para isso, bastam um pouquinho de atenção e amor. Assim, seu filho peludo vai se sentir amado e protegido.

Quer saber mais sobre o universo animal? Então leia também nosso artigo sobre linguagem corporal canina!

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *