cachorro labrador

Gripe canina: como identificar os sintomas!

Assim como a de humanos, a gripe canina realmente pode derrubar nossos amados pets. Por essa razão, é sempre bom tomar cuidado e prestar atenção nos sintomas. Afinal, quando agravada, essa doença pode até matar.

Mais um alerta: a gripe canina piora com a chegada do inverno. Sim, os cães sentem frio e ainda por cima apresentam sinais típicos da estação mais fria do ano. Nesse sentido, podemos destacar o narizinho escorrendo, as mucosas ressecadas ou até mesmo febre e cansaço. Quer saber como prevenir e tratar a gripe canina? Então venha com a gente!

O que é a gripe canina?

A gripe canina é a doença provocada pelo vírus Influenza A em duas variações: o vírus H3N2 e o H3N8. Esses micro-organismos atacam o sistema respiratório. Além disso, a enfermidade é altamente contagiosa, embora só atinja cães.

Enquanto alguns cachorros adoecem — e até morrem — de gripe canina, outros sequer apresentam sintomas. Porém, mesmo aqueles que não desenvolvem os sinais clínicos transmitem o vírus para outros cãezinhos. O contágio se dá pelo ar e pelo contato com os mesmos objetos.

Quando avança, a gripe canina fragiliza o sistema imunológico. Por essa razão, ela favorece o surgimento de outras doenças, como a pneumonia.

Quais são os sintomas da doença?

A idade canina conta muito no agravamento da doença. Ou seja, animais mais velhos e os filhotinhos são os que mais correm risco. Mais um dado importante é a chegada do frio que, como já dissemos, é mais propício ao aparecimento desse problema.

Agora, se o animal realmente adoecer, ele vai precisar de muito repouso em uma caminha para cachorro quentinha e confortável! Também será necessário fazer exames de sangue conforme orientações do veterinário. Veja então quais são os sintomas:

Sintomas da gripe canina em casos amenos

  • Tosse úmida;
  • Tosse seca;
  • Secreção nasal.

Sintomas da gripe canina em casos agudos

  • Secreção nasal;
  • Espirros;
  • Febre;
  • Cansaço;
  • Olhos vermelhos;
  • Falta de apetite.

Como evitar a doença?

Existem muitas medidas que ajudam a impedir a transmissão da doença. Por exemplo: quem tem mais de um cachorro em casa deve isolar o cão doente dos saudáveis por algumas semanas.

Afora isso, a vacinação é o método mais eficiente para prevenir. Desse modo, mantenha a carteirinha de imunização do cachorro sempre em dia! Além disso, uma dieta equilibrada deixa a saúde do animal muito mais forte e resistente a vários problemas de saúde.

Como é o tratamento?

Se seu cãozinho apresentar algum sintoma da doença, o primeiro passo é uma consulta ao veterinário. Assim, o profissional fará alguns testes clínicos e recomendará exames de sangue para confirmar o diagnóstico.

Na maior parte dos casos, o médico receita supressores de tosse. Além disso, eventualmente, podem ser necessários antibióticos. Se for preciso lavar o pet nesses dias, prefira o banho a seco para cachorro. É importante que ele fique sequinho, aquecido e confortável até a recuperação.

Portanto, a gripe canina merece cuidado e atenção. Principalmente nesta época do ano, com a chegada do frio. Nesse contexto, manter a carteirinha de vacinação do pet em dia é essencial. Agora, se realmente seu bichinho pegar a doença, lembre-se de deixá-lo em repouso e longe de outros cachorrinhos!

Por falar em gripe canina, você sabia que os gatos também ficam gripados? Tem bichano em casa também? Então leia nosso post que conta como descobrir os sintomas da gripe felina!

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *