passeio com cachorro-dois cachorro-passeando com cachorro-coleira-guia de cachorro

Passeio com cachorro: como ter uma caminhada tranquila

Quem tem um cão em casa sabe bem: a hora do passeio com cachorro é a mais esperada do dia por esses amados peludos. Na realidade, a maioria dos cachorros adora dar aquela boa voltinha com seus donos.

No entanto, apesar de ser uma experiência incrível para humanos e animais, esse momento pode desencadear problemas de comportamento no bichinho de estimação. Afinal, os cães ficam felizes, mas muito ansiosos quando vão para a rua.

Desse modo, é comum se deparar com situações desagradáveis durante a caminhada. Excesso de latidos, pulinhos nas pessoas e agressividade são exemplos. Também é comum puxar a coleira com força, como se quisesse arrastar o dono por aí.

E você? Já enfrentou algumas dessas situações? Pois saiba que é possível ter um passeio com cachorro tranquilo e saudável para ambas as partes. Quer saber como? Então confira este post agora mesmo!

Por que os cães amam tanto passear?

Cães têm muita energia, tanto física como mental, e precisam gastá-la diariamente para ficarem saudáveis. Quando eles vão para a rua, estímulos como sons e cheiros exercitam a cabecinha do cachorro, melhorando a condição emocional e o raciocínio.

 Por sua vez, a atividade física executada durante o trajeto combate o sobrepeso, o estresse e demais complicações de saúde. Ou seja, o momento do passeio com cachorro é sagrado para nossos peludos e para a boa integridade física deles.

Isso é praticamente uma unanimidade no universo canino, independentemente da raça ou do porte. Ou seja, do Lulu da Pomerânia ao cachorro Pitbull, quase todos os cães ficam loucos de alegria quando sabem que vão colocar as patinhas para fora de casa.

Quais são os problemas mais comuns na hora do passeio com cachorro?

Existem alguns contratempos comuns durante o passeio com cachorro. Já na saída de casa, muitos cães simplesmente ficam enlouquecidos só de olhar para a coleira. Assim, eles saltam, correm atrás do rabo e latem desesperadamente.

Embora a gente goste de ver nosso peludinho transbordando alegria, esse comportamento revela ansiedade, e não é bom para o pet. Desse modo, o animalzinho já sai de casa muito agitado, o que provavelmente vai contribuir para outras situações de sufoco durante o trajeto.

Diante disso, muitos outros apertos podem ocorrer: tem cachorrinho que não aceita a coleira, que quer agredir qualquer outro cão que encontrar pela frente ou mesmo que pula em cima de qualquer pessoa. Parece desesperador, não é mesmo? Mas a boa notícia é que, com amor e paciência, damos um jeitinho em tudo isso.

O que fazer para dar tudo certo no passeio com cachorro?

A hora de caminhar com seu filhinho de quatro patas deve ser sagrada para os dois. Isso significa realmente se conectar com o animal e aproveitar aquele tempinho com ele para se divertir também. Assim, olhe para seu bichinho de vez em quando.

Espere ele cheirar e fazer xixi. Nada de caminhar rapidinho, puxando o peludo pela coleira enquanto fala no smartphone, hein! Desse modo, com um pouquinho mais de dedicação e carinho, você vai ver que a saída vai ter um efeito bem mais intenso, deixando o pet mais feliz e relaxado.

Ah, mais uma coisa importante: as fezes dos cães não podem simplesmente ficar no meio da rua! Ou seja, elas são responsabilidade de seus donos. Por isso, já sabe: não esqueça de levar saquinhos para recolher o cocô. Bom, dito isso, vamos às dicas para um passeio com cachorro inesquecível e calmo!

Não estimule o chilique na hora de sair

Sabemos que alguns cães simplesmente quase têm um ataque histérico quando percebem que vão sair. Porém, muitos donos estimulam esse comportamento exagerado: balançando a coleira e falando com o animal com voz fina e delicada. Isso só vai deixá-lo mais ansioso.

Por essa razão, coloque a coleira sem alardes, mesmo que o cachorrinho faça a maior algazarra. Assim, aja normalmente, como se fosse calçar um sapato ou trocar uma blusa.

Treine a passada com a coleira

Uma importante dica para passear com cachorro que puxa a coleira é treinar o uso da mesma em casa por alguns meses. Como já dissemos, muitos cães ficam fora de si quando pegamos esse acessório pet.

Por essa razão, aconselhamos a treinar na volta do passeio. Assim, o cão já estará com sua coleirinha e, ao mesmo tempo, cansado e relaxado. Nessas condições, o animal fica mais calmo para aprender o comando.

Em outras palavras, quando chegar em casa com o dog, dê uma voltinha com o pet pelo imóvel, com a guia da coleira bem frouxinha. Dê um passo para frente e pare. Repita até que o animal pare junto. Toda vez que você parar e o cãozinho também, dê um petisco para seu amiguinho.

Esse treino vai ajudar o cachorrinho a compreender qual é o ritmo da passada, isto é, que ele deve caminhar ao lado do tutor (nem à frente nem atrás).

Reserve o tempo adequado

O passeio com cachorro não pode ser apressado, como já falamos. Em outras palavras, é preciso um tempo mínimo de caminhada para a atividade física e os estímulos sensoriais, como cheirar, ouvir os sons da rua e observar as pessoas e os outros animais.

Nesse contexto, em média, a voltinha deve ser de 40 a 50 minutos. No entanto, é preciso avaliar as condições de saúde e a idade do cachorro. Esse intervalo é para cães saudáveis. Na dúvida, consulte o veterinário de sua confiança sobre o tempo ideal da caminhada.

Estimule a socialização

Na maior parte dos casos, o cachorro fica agressivo com outros animais e pessoas por medo. Desse modo, é necessário incentivar a socialização, tanto com outros bichinhos como com outros seres humanos.

Assim, uma boa maneira de ajudar seu amiguinho é convidar amigos seus que também tenham cães para sua casa. Sempre respeitando os protocolos contra a Covid-19, é claro. Dessa forma, o peludo vai aprender a interagir e a conviver em harmonia com outros cachorrinhos.

Além disso, sempre que possível, caminhe com seu filho de quatro patas em praças e parques com muita movimentação de cães. Quanto mais o cachorrinho for exposto ao convívio social, menos tenderá a ter comportamentos hostis.

E aí? Gostou das nossas dicas para um bom passeio com cachorro? Todos os probleminhas podem ser resolvidos com a combinação de duas coisinhas: amor e paciência!

Ah: não espere que o animal mude do dia para a noite, viu? Prepare-se para treiná-lo por pelo menos alguns meses. No entanto, apesar da responsabilidade, essa experiência será incrível.

Quer mais dicas para educar seu cãozinho? Então leia também nosso artigo que conta “Como adestrar um cachorro e os melhores livros de apoio!”.

Por favor, siga-nos e curta-nos

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *